Mesa Redonda

21.out
14h às 17h

Pensamento Radical: Filosofia não-ocidental e etnosaberes

Dilmar Puri Inaê Diana Ashokasundari Shravya Karine Narahara

Analisar como é possível falar de filosofia indígena, comparando o modo de ser/viver índigena com a história da filosofia ocidental, tomada aqui como antítese. Mostrar como os conceitos forjados pela filosofia foram se afastando cada vez mais dos modos originários e servindo às necessidades colonialistas. Ao menos até Marx e Nietzsche, que começaram o que pode ser um movimento de retorno e cura do mundo, da maneira como são interpretados e desenvolvidos por algumas contemporaneidades. No fim, mostrar como a criação de universidades indígenas é crucial para o estabelecimento disso que estamos chamando de filosofia Indígena no mesmo patamar da filosofia dos brancos.